Prazeres Visuais – Exposição Castelo Ra-tim-bum

Ta aí uma vitória na minha vida, ter conseguido ver esta exposição!
Depois de idas frustradas sem conseguir entrar devido ao tamanho das filas e horas na internet tentando comprar o ingresso online, consegui, pois sim pois não!!

E valeu a pena cada segundo que eu perdi tentando ver!
Me chamem de sentimento, mas meus olhos encheram de lágrimas quando você entra no ambiente e já começa a ouvir a musica “Cas-teee, bum bum bum, castelo ra-tim-bum”
Pra quem assim como eu, que viu e reviu vários episódios, adorava cantar “Lava uma mão, lava outra, lava uma mão” ou “Gostooooso pra chu, chu, chuá, chuá, uu!!” ou ainda “Passarinho, que som é esse?! Quem sabe o nome dele?” também vai amar.

Vou deixar algumas fotos pra vocês terem ideia de como é legal, não vou colocar todas pra não estragar pra quem ainda pretende ir.

DSC_0135DSC_0137DSC_0142DSC_0152DSC_0193DSC_0158DSC_0195DSC_0164DSC_0176DSC_0174DSC_0179

Colocando a fofoca em dia com minha amiga Celeste. “Nooooossa!”

Já deu pra perceber pelas fotos o quanto a exposição é legal, certo?

A exposição faz parte da comemoração de 20 anos do programa (que foi gravado entre 94 e 97) e esta em cartaz no MIS – Museu da Imagem e do Som em São Paulo.
Av.Europa, 158 – Jardim Europa – São Paulo/SP
O museu funciona de terça à domingo, mas o horário vária, por isso é bom consultar o site.
Entrada: R$ 10,00 inteira com opção de meia entrada
A exposição fica em cartaz até 12/10/2014 e eu te aconselho a ir bem cedo! Existe uma lotação máximo de 190 pessoas por hora na exposição para que todo mundo possa apreciar bem o suficiente, por isso a fila lota rapidinho e dado a lotação máximo, ninguém mais entra!

Beijos

 

Anúncios

Prazeres Visuais – Exposição Vespa

Eu to louca pra ver a exposição do Castelo Ra-tim-bum que está acontecendo no MIS em SP. Claro, que assim como muita gente, nem de longe consegui entrar na exposição! Cheguei as 9:45 no MIS e a fila que se formava ao redor do quarteirão já tinha lotado até a última seção do dia que era as 20:00 hrs!!! Sem chance, nem pra comprar antecipado que já esgotou…

Como já estávamos em SP mesmo e ali pela região (e sem tomar café!) lembrei que ali perto ficava o Museu da Casa Brasileira e que lá dentro havia um café.
Já gostei porque a entrada aos domingos é gratuita e o lugar esta super tranquilo, bem gostoso de andar e apreciar a exposição.
A exposição principal era sobre a história da Vespa (aquela motinho italiana) contando sobre a sua história, sobre sua vinda ao Brasil, seu relacionamento com o cinema e também com as mulheres.

Pra quem esta afim de um bom passeio no domingo sem precisar gastar, recomendo!

DSC_0099DSC_0101DSC_0102DSC_0103DSC_0104DSC_0105DSC_0106DSC_0107 (1)DSC_0108

O local onde fica o museu é um casarão delicioso! Ele esconde um jardim maravilhoso aos fundos, onde tinham várias pessoas aproveitando o solzinho entre as arvores para ler, para assistir à apresentação musical de piano que estava acontecendo e crianças brincando de bola….

O museu também esconde um lindo restaurante,  o Santinho, do grupo Capim Santo. Eles oferecem algumas opções para café, mas o forte mesmo é seu almoço (que sinceramente achei caro, se não me engano era R$ 76,00 o buffet por pessoa).Pedimos um café expresso, um capuccino duplo, dois pedaços de bolo de cenoura e de mimo vieram 6 colheres de café com beijinho, brigadeiro e menta.

DSC_0109DSC_0111DSC_0110DSC_0113DSC_0112

O museu funciona de terça à domingo das 10:00 às 18:00 hrs. O valor da entrada é R$ 4,00 tendo a opção de meia e aos domingos a entrada é gratuita. O museu trabalha com estacionamento interno.
A exposição sobre a Vespa fica até o dia 03/08.

Ótima opção gratuita na cidade de São Paulo para quem quer relaxar e apreciar boa música e exposição interessante.
Beijos

 

Prazeres Visuais – Projeto Tamar

Eu adoro natureza e me fascina e projetos que se despõem a ajudá-la, ainda mais nos dias de hoje que as pessoas parecem não manter essa consciência de quão é necessário preservá-la. Mas enfim…

Fomos conhecer o Projeto Tamar em Ubatuba.
Já havíamos conhecido o projeto em Florianópolis, mas como é sempre lindo de se ver, fomos conhecer o do Ubatuba também (e se Deus quiser, nosso projeto um dia é conhecer o Tamar de Fernando de Noronha….rs)
A estrutura de Ubatuba eu achei maior do que a de Florianópolis, eles contam até com uma área no subsolo com vidro para observação das tartarugas dentro dos tanques.

Lá existem pelo menos 5 tipos de tartarugas diferentes e eles trabalham com um esquema de conscientização muito forte, como por exemplo, mostrar lixos que foram recolhidos do mar como: rede velha, pedaço de barco, pneu, celular, tv e monitor!! Gente, são coisas que não tem explicação….
Das 478 tartarugas que foram resgatadas em Ubatuba, 199 não sobreviveram. Depois do óbito, elas foram abertas e lá existe um lixometro que mostra o tanto de lixo que foi retirado de dentro do intestino delas e é algo absurdo!

A guia nos explicou também que o trabalho de conscientização dos pescadores na região foi/é bem forte e hoje quase todos participam em parceria com o projeto. Quando eles pescam algum tartaruga em suas redes, aos invés de devolve-las ao mar, imediatamente eles ligam para o Tamar avisando e os funcionários do projeto vão até eles vem a situação do animal, se ele precisa de cuidados e tudo mais… Lindo esse trabalho né?

Vamos as fotos

DSC_0074DSC_0075DSC_0077DSC_0078DSC_0080DSC_0081DSC_0076

Essas são aquelas tartarugas que costumam ser comercializadas, algumas pessoas tem em casa

DSC_0084DSC_0086DSC_0085

Vistas pelo subsolo, através do aquário

DSC_0083

Essa daí não tava muito afim de papo….rs

DSC_0082

Ossada de uma tartaruga pré-histórica

DSC_0088

Casco de uma tartaruga e itens que eram confeccionados com o material do casco

DSC_0087

Esqueleto de uma tartaruga

Um passeio super educativo, principalmente para as crianças, que vale a pena.
O valor da entrada é R$ 14,00, mas há a opção de pagar meia. Na saída, caso queira ajudar o projeto, tem uma lojinha com vários itens a venda e que tem o valor revertido para custear o projeto.

Beijos

Prazeres Visuais – Itamambuca Eco Resort

Tirei esse fim de semana que passou na companhia do meu namorado para irmos acampar na praia. Apesar de ser inverno, o sol predominou no fim de semana e conseguimos aproveitar muito!

O lugar escolhido foi o Itamambuca Eco Resort, um resort na praia de Itamambuca/Ubatuba
De onde eu moro (Itu/SP), não é perto, deu aproximadamente 4:00 hrs de viagem, mas o lugar compensou cada minuto no carro!

O Resort oferece a opção de acampar ou se hospedar no hotel.
O hotel custa em média R$ 500,00 a diária e o camping à partir de R$ 52,00 a diária e os dois dão o direito de usufruir da mesma estrutura. Nem preciso dizer qual foi meu tipo de hospedagem, né? hahahaha

A estrutura do camping oferece área de areia para acampar ao lado do rio, deck com cadeiras com vista para o rio/mar e a tarde tem uma estrutura que oferece bebidas e comidinhas para um happy hour (pago à parte), banheiros com duchas privativas, área para lava pratos/roupas, sala de jogos, lanchonete, piscina e chalés para quem não tem a opção de barraca (o valor é mais caro)

DSC_0090DSC_0038DSC_0054

A nossa humilde barraca montada (na próxima, com certeza levarei lona para não levar tanta areia para dentro da barraca…rs)

DSC_0053

A vista da área de camping, como da pra perceber, logo após o rio já é a praia

DSC_0067

Deck em frente a área de camping

DSC_0068

Visão geral do deck

DSC_0071DSC_0070DSC_0072

O Resort, que já levo o Eco no nome, tem uma área de preservação muito forte. Alias, toda a praia de Itamambuca trabalha com essa conscientização.
É comum você ver no Resort várias espécies de aves, macacos e o caranguejo guaiamum

DSC_0058DSC_0059DSC_0056

Nesse deck funciona um serviço de aluguel de caiaque, o resort também oferece aluguel de bicicleta para fazer trilhas

Agora conhecer um pouco da estrutura do hotel, que também pode ser acessado pelos usuários do camping.
A estrutura tem restaurante, piscina com bar dentro, espaço para massagens, sala de tv, sala de jogos, lanchonete e os quartos para locação.
Claro que a área do hotel é mais bem preservada do que o camping, mas nada que o camping deixe a desejar…

DSC_0060

Recepção do hotel

DSC_0061

Sala de tv

DSC_0062DSC_0066

Sala de jogos

DSC_0065DSC_0064

Área de convivência, ao fundo (onde esta a mulher sentada) funciona o restaurante

Com certeza eu indico o lugar, uma ótima opção para quem gosta de acampar com preço ótimo.
A praia é super limpa, frequentada muito por locais e famílias pois o rio é raso sendo indicado para crianças.

Beijos

Prazeres visuais (?) – The Capital CG Hotel

Nos mês de maio, eu e o Gabriel completamos 5 anos de namoro e como em todo aniversário, tiramos um final de semana só para nós dois.
Como a grana ta curta e um final de semana não da pra fazer grande viagens, fomos passar o fim de semana em São Paulo.

A gente sempre costuma ficar ou na Rede Accor ou no Renaissance, mas dessa vez eu queria fugir um pouco do óbvio e conhecer um local novo. Busca aqui, busca ali, TripAdvisor acolá, encontrei um hotel que me pareceu muito bom e com um preço que dava pra pagar, The Capital CG

Como era comemoração, queríamos nos dar um luxo então reservamos a Suíte Plus (a Top Plus já esta reservada) que vinha com alguns diferenciais que os demais quartos (amenidades de banho, cafeteira Dolce Gusto, jornal todos os dias, água e chocolate cortesia, chinelo, roupão…), sem contar que o espaço da suíte é bem maior.

CAM00120CAM00121CAM00123

Como da pra perceber nas fotos, o quarto tem uma vibe bem moderna, o que eu achei bem legal já que bons hotéis em São Paulo ainda tem aquela carinha clássica de hotel…
Todas as suítes tem varanda com vista

CAM00126CAM00128

Perdão pelas fotos escuras, mas esqueci de tirar foto durante o dia e só tenho essas fotos tiradas a noite

CAM00125

Amenidades do quarto. Tinha roupão também, mas né, achei melhor não trazer…rs

O café eu achei muito bom, grande variedade de frutas, frios, pães, bolos, além é claro de sucos, leite, achocolatado e café.
Outra vantagem é que o café é incluso no valor da diária e se não me engano, isso vale para todas as tarifas do hotel.

O hotel também conta com área de lazer com piscina, academia, sauna e spa (uma filial do Buddha Spa). Como tava um frio de lascar, sou preguiçosa e spa de hotel costuma ser uma fortuna, não aproveitamos nenhum! hahahaha

CAM00130

O único  problema que tivemos foi a cobrança da internet no check in sendo que a internet estava inclusa na diária. Problema de comunicação nosso e com a recepção, mas depois de deixar uma reclamação registrada no TripAdvisor, o gerente de atendimento entrou em contato comigo e estornou o pagamento que eu havia feito. Ponto positivo para o hotel que interage com redes sociais e trata bem o cliente!

O hotel fica no bairro Itaim Bibi a uns 5 minutos do Ibirapuera.

Fica aí uma dica pra quem quer conhecer um lugar novo em São Paulo!

Beijos

Prazeres Visuais – Passeando por São Paulo

Esse final de semana, mais exato no domingo, eu e meu namorado fomos para São Paulo ver algumas exposições que estão rolando na cidade e aproveitar para almoçar.

Nossa primeira parada foi a Exposição “Cazuza mostra a sua cara”

A exposição faz um estudo a fundo do impacto das letras no cantor na sociedade e qual a influência da sociedade à época na elaboração de suas letras.
Também fala das suas relações com outros artistas e expõem alguns artigos pessoais dele.

CAM00902CAM00903CAM00904CAM00905CAM00910

 O tão usado All Star branco de cano alto

CAM00911

O Wayfare e a bandana que foram suas marcas registradas

Para os interessados a exposição ta rolando no Museu da Língua Portuguesa até o dia 23/02.
Ingresso: R$ 6,00 (inteira) R$ 3,00 (meia)

Depois fomos dar uma volta na Pinacoteca, que fica em frente ao Museu da Língua Portuguesa

CAM00915

Ali na Praça da Luz tava rolando um encontro de carros antigos e ao final rolou essa banda de Rockabilly

Na Pinacoteca, fora o acervo fixo, vimos que estavam rolando mais 3 exposições temporárias: Moussia (composto de pinturas e esculturas) Luzia Simons (painéis gigantescos de flores), Antonio Henrique Amaral (pintura) e Gustavo Rezende (esculturas)
A exposição do Gustavo Rezende, sinceramente, foi a que mais gostei. Arte é algo popular e democrático, tem pra todo mundo e pra todos os gostos. Eu, tirando clássico, gosto muito de pop art, arte moderna, então a exposição do Gustavo Rezende foi a que mais me agradou

CAM00916

Obra do artista Gustavo Rezende

CAM00917

Essa obra eu achei muito engraçadinha. É um chafariz, a água sai pela boca e pelos mamilos das mulheres.
Acabei não passando perto da obra para ver quem era o artista….

Nossa intenção era, depois do almoço, finalizar o roteiro na exposição do David Bowie (por mim, era a mais esperada!) que começou nesse final de semana no MIS (Museu da Imagem e do Som) e vai até Abril, porém desanimamos quando chegamos lá por volta das 18 hrs e a previsão de espera na fila para poder entrar era de 2hrs.
Fica a ligação de nunca ir numa exposição na primeira (ou última) semana…rs

Beijos